Dicas de Saúde

Qualidade de Vida.

Diferenças entre gripe e resfriado.

Mulheres.

Crianças.

Idosos.

 

 

 


QUALIDADE DE VIDA

Conheças as vitaminas mais importantes para o organismo

As vitaminas funcionam como junções que ajudam regular a cadeia de reações metabólicas, que facilitam a liberação de energia contida nas moléculas de alimentos.

Abaixo você vai encontrar as principais vitaminas, suas funções no organismo e suas principais fontes alimentares.

Vitamina A

Função: Preserva as células e tecidos do corpo, constitui os pigmentos visuais e combate os radicais livres

Encontrada nos: vegetais verdes e amarelos, frutas e amarelas e alaranjadas, fígado, leite e derivados, gema de ovo, óleo de fígado de bacalhau e outros.

 

Vitamina D

Função: Fortalece os ossos e dentes, promove o crescimento e favorece a absorção de cálcio e fósforo no organismo.

Encontrada em: leite e derivados, gema de ovo, fígado e etc.

 

Vitamina E

Função: É anti-oxidante, promovendo a estruturas celulares.

Encontrada em: Gérmen de trigo, cereais integrais, vegetais folhosos, óleos, vegetais, gema de ovo e outros.

 

Vitamina K

Função: É importante para a coagulação sangüínea.

Encontrada em: Vegetais folhosos, fígado e óleos vegetais

 

Vitamina B1

Função: Trabalha no metabolismo energético.

Encontrada em: Cereais integrais, vísceras, legumes, etc

 

Vitamina C (Ácido Ascórbico)

Função: Promove a absorção do ferro, atua na síntese do colágeno presentes nos tecidos, está presente nas reações metabólicas, é anti-oxidante e neutralizador de radicais livres.

Encontrada em: Frutas cítricas, kiwi, goiaba, acerola, cajú, tomate, batata, pimentão e vegetais folhosos.

 

Vitamina B2 (Riboflavina)

Função: Atua no metabolismo dos carboidrados, proteínas e lipídios como componente de duas coenzimas.

Encontrada em: Leite, carnes, ovos, cereais, vegetais folhosos.

 

Niacina

Função: Participa na liberação de energia dos carboidratos, proteínas e lipídios e forma proteínas e gorduras.

Encontrada em: Fígado, aves, peixes, leguminosas, cereais integrais

 

B6 (Piridoxina)

Função: É importante para o sistema nervoso e participa do metabolismo das proteínas e do glicogênio.

Encontrada em: Carnes, vísceras, cereais, leguminosas, etc

 

Ácido Pantotênico

Função: É componente da coenzima – A, importante no metabolismo energético.

Encontrada em: Vísceras, ovos, cereais integrais, leguminosas, etc

 

Ácido Fólico

Função: Atua na formação do DNA e RNA para a síntese protéica. Participa também do transporte de oxigênio.

Encontrado em: Vísceras, leite, óleos, vegetais folhosos, etc

 

Vitamina B12

Função: Indispensável no processo de formação das células do sangue e preserva as estruturas do sistema nervoso.

Encontrada em: Fígado e outras vísceras, leite, ovos, etc

 

Biotina

Função: Atua como coenzima na síntese de carboidratos, lipídios e proteínas.

Encontrada em: Vísceras, gema de ovo, cereais, etc

Voltar

 

Diferenças entre gripe e resfriado.

Você sabe as diferenças entre gripe e resfriado?

Esses dois problemas de saúde são bem diferentes, principalmente no que diz respeito aos agentes desencadeadores. Mesmo assim, muita gente confunde os sintomas da gripe e do resfriado.

Em geral, os resfriados começam com uma coriza e obstrução nasal. A garganta pode ficar irritada e a tosse pode aparecer. É raro o doente apresentar dores no corpo ou aquele mal-estar, caracterizado pelo cansaço ou fraqueza. Já os sintomas da gripe são bem mais intensos – dores no corpo, mal-estar, obstrução nasal e dor na garganta. O resfriado dura de 4 a 7 dias, enquanto os sintomas da gripe podem permanecer até duas semanas.

Como se prevenir.

  • Não fique em locais fechados. Mantenha o ar circulando para que os vírus não se concentrem no local .
  • Se possível, lave as mãos com um anti-séptico. Eles ajudam a eliminar os germes que causam o resfriado ou a gripe .
  • Beba bastante líquido: água, suco de frutas ou chás.
  • Respire pelo nariz e não pela boca. A mucosa do nariz aquece e umedece o ar que respiramos. Isso evita que o ar frio chegue aos pulmões. Se você respira pela boca, o ar não recebe o tratamento adequado.
  • Prefira os lenços de papel e sempre lave as mãos após assoar o nariz.
  • Se você está resfriado ou com gripe, é melhor ficar em casa. Descansar ativa o sistema imunológico.
  • Tenha uma alimentação saudável.
  • Tome vitamina C. Em geral, recomenda-se 60mg por dia. A melhor maneira de conseguir a vitamina C é através de frutas ácidas, como laranja, limão, morango e tomate e verduras.

 

Mudanças de clima e de temperatura propiciam o aparecimento da gripe.

A febre chega. A dor no corpo aparece. O mal-estar e o desânimo tomam conta da situação. Os sintomas da gripe são conhecidos por todo mundo e já está comprovado que na mudança de clima e de temperatura os vírus gripais (adenovírus e influenza, principalmente) encontram condições adequadas para se fixarem no organismo.

Algumas medidas previnem o surgimento desse incômodo – evite lugares muito fechados, com aglomeração de pessoas e tome muita vitamina A e C. Você pode optar tanto pelas vitaminas concentradas, vendidas em farmácias, ou pela ingestão de alimentos que contém essas duas vitaminas. As frutas cítricas (laranja, mexerica, tangerina e acerola) são ótimas fontes de vitamina C. Cenoura, beterraba e tomate têm muita vitamina A. Se você foi pego de surpresa pela gripe, a alternativa é tratar os sintomas.

 

Alerta

Uma gripe pode se transformar em uma infecção bacteriana. Cada tipo de infecção exige medicamentos apropriados, por isso, é muito importante procurar um médico. Se ele receitar um antibiótico, o medicamento deve ser ingerido durante o período determinado pelo médico. A interrupção precipitada faz com que a bactéria ganhe força e a infecção se torne mais difícil de ser tratada.

Se a doença persiste por mais de uma semana, a sinusite pode aparecer. Os principais sintomas da sinusite são a sensação de peso na cabeça ou na face, acompanhada de secreção contínua.

Mas, o perigo maior está em a gripe evoluir para um quadro de pneumonia. Cuidados especiais devem ser tomados e o acompanhamento médico é essencial. O tratamento exige uso de antibióticos, repouso e hidratação oral (bastante água e sucos).

 

Acnes: o que fazer para não agravar o problema.

O aparecimento de acnes é de ordem genética, por isso não há como evitar que elas surjam. Entretanto, alguns cuidados devem ser tomados para prevenir o agravamento do problema:

Evite a exposição prolongada ao sol;

Use sempre filtro solar adequado ao seu tipo de pele;

Dê preferência a cosméticos à base de gel, em troca daqueles à base de óleo;

Não manipule, esprema ou coce suas espinhas. Você poderá agravar o problema;

Procure um dermatologista para a indicação de produtos adequados ao seu tipo de pele;

Evite coçar, espremer ou manipular as espinhas, pois isso pode deixar cicatrizes na pele. Além disso, a ruptura de um cravo libera bactérias, fungos e outras substâncias que causam irritações ou inflamações. Quando não recebem tratamento adequado, costumam persistir até o final da adolescência.

Voltar

 

MULHERES

Cálcio para combater a osteoporose

A Osteoporose é uma doença caracterizada pela fragilidade nos ossos e que afeta principalmente as mulheres na pós-menopausa. A ausência do hormônio feminino na fase da menopausa faz com que os ossos percam cálcio. Isso faz com que a estrutura óssea fique mais exposta aos riscos de fraturas, que podem ser irreversíveis. Os locais mais comuns de fraturas são a coluna, o pulso e o colo do fêmur, a mais perigosa de todas.

A prevenção deve começar em qualquer idade. Na infância e na juventude, a massa óssea está sendo formada. Por isso, é muito importante a ingestão de cálcio. A maior fonte desse elemento é o leite. A prática de exercícios físicos e a exposição ao sol, sempre antes das 10h da manhã, são também são formas de se prevenir a Osteoporose.

 

Diganóstico

A Densitometria óssea é o método mais conhecido para o diagnóstico da osteoporose. Alguns fatores de risco também são muito importantes para se chegar a uma conclusão sobre a existência ou não da doença. São eles: vida sedentária, fumo e álcool em excesso, histórico familiar de osteoporose, fratura espontânea prévia e utilização de medicamentos como anticonvulsivantes, hormônio tireoideano, glicorticóides e heparina.

 

O valor do cálcio

Nossos ossos são formados basicamente de cálcio. Além disso, esse nutriente é fundamental para o crescimento, a manutenção de funções do organismo e a reprodução durante toda a vida. Este mineral exerce funções reguladoras do organismo – como a contração e o relaxamento muscular; coagulação do sangue; transmissão dos impulsos nervosos; ativação das reações enzimáticas e estimulação da secreção hormonal.

As necessidades diárias de cálcio variam de acordo com a faixa etária. No adolescente, é cerca de 1200 mg por dia de cálcio. No adulto, 800 mg/dia. Na perimenopausa, 1000 mg/dia; na pós-menopausa, 1500 mg/dia. Na gravidez, a quantidade diária de cálcio aumenta para cerca de 1500 mg e, na lactação, para 1500 a 2000 mg por dia.

 

Evitando as varizes

Só de pensar na possibilidade de ter varizes, qualquer mulher é capaz de ter um ataque de nervos. As causas ainda são desconhecidas, mas acredita-se que as varizes surgem devido ao enfraquecimento das paredes das veias superficiais. O certo é que varizes são classificadas como uma doença crônica em que as veias superficiais dos membros inferiores tornam-se tortuosas, dilatadas e apresentam um aspecto anti-estético.

Não existe cura definitiva para as varizes. Tratam-se umas, aprecem outras, mas existem tratamentos que podem retirar as existentes, aliviar os sintomas, melhorar a aparência e prevenir suas complicações. Portanto, evitar ainda é a melhor pedida.

 

Confira algumas dicas para evitar o aparecimento de varizes!

Mantenha seu peso sob controle.

Evite permanecer por longas horas de pé ou sentado.

Pratique exercícios físicos. A natação, a hidroginástica, passeios de bicicleta e as caminhadas são aconselháveis para estimular a ação da musculatura.

Procure evitar a musculação.

Não use sapatos com saltos muito altos.

Voltar

 

CRIANÇAS

Cuidado com dentes do bebês começa no pré-natal.

Os cuidados com a dentição das crianças devem começar ainda no pré-natal. O princípio de tudo está na alimentação da futura mamãe, que precisa ser reforçada e cheia de nutrientes. Coma muita fibras, cálcio e ferro, pois são elementos que ajudam na formação dos dentes.

Quando os primeiros dentes já tiverem nascido, os pais devem fazer a escovação duas ou três vezes ao dia, após as refeições, mas sem o creme dental. Chupetas só hora de dormir. Se a criança tem o hábito de usá-la continuamente, pode, no futuro, ter deformações no palato e problema de posicionamento dos dentes, de deglutição ou de respiração bucal.

 

Previna os acidentes domésticos.

Eles podem acontecer em casa ou na escola. Alguns trazem sofrimento e até morte. Estamos falando dos acidentes domésticos. Os pais acreditam que a casa é um lugar seguro, por isso, diminuem a vigilância. No entanto, alguns minutos de desatenção e os resultados aparecem rapidinho. As conseqüências de uma queda, um choque ou um corte podem não muito boas. Veja a seguir algumas dicas para prevenir acidentes.

 

Crianças de até seis meses:

  • Quedas: Não deixe o bebê sozinho em lugares altos, nem mesmo por alguns instantes. Também não permita que uma criança o carregue no colo.
  • Queimaduras: Tenha cuidado com a temperatura do banho.
  • Sufocação: Retire os objetos pequenos de perto da criança.
  • Intoxicação: Cuidado com descongestionantes, remédios para resfriados, xaropes e inseticidas.
  • Acidentes de carro: Coloque o bebê em cadeira especial, no banco de trás.

 

Crianças de 7 meses a 1 ano.

  • Queimaduras: Não deixe copos com líquidos quentes ao alcance do bebê e mantenha a criança longe da cozinha enquanto você está trabalhando nela.
  • Afogamento: Nunca deixe o bebê sozinho no banho ou próximo de piscina.
  • Envenenamento: Remédios e produtos tóxicos ao alcance do bebê, nem pensar!
  • Sufocação: Não coloque o cordão de chupeta no pescoço do bebê.

 

Crianças de 1 a 2 anos.

Quedas e ferimentos: Instale grades nas janelas, remova da casa os móveis com bordas cortantes e previna as mordidas de animais.

Queimaduras e choques elétricos: Não permita que as crianças brinquem na cozinha. Mantenhas os cabos das panelas virados para dentro do fogão. Use protetores nas tomadas e não deixe objetos metálicos que possam ser introduzidos nas tomadas perto das crianças.

Auto-segurança: Nunca deixe as crianças brincarem na rua. Ensine seu filho a pegar na mão de um adulto sempre que for atravessar a rua.

 

Mantenhas os remédios longe do alcance das crianças.

Os pais precisam ter um cuidado redobrado quando for dar qualquer medicação para as crianças. Algumas medidas evitam problemas como ingestão de dosagens excessivas ou intoxicação. Confira as dicas:

A dosagem correta do medicamento deve ser consultada na embalagem.

Saiba qual é a diferença entre os vários tipos de colheres: sopa, sobremesa, chá e café. Elas representam dosagens diferentes. Para evitar problemas, dê preferência a um copo-medida ou colher-medida graduados.

Nunca dobre a dosagem do remédio porque a criança parece estar pior ou porque você esqueceu de dar a dose anterior.

Se você precisa convencer seu filho a tomar o remédio, não descreva o medicamento como um doce. Se ela encontrá-lo de novo quando estiver sozinha, é capaz de lembrar-se de que você o chamou de "doce" e tomar doses excessivas, correndo sérios riscos de intoxicação.

Nunca deixe as crianças tomarem medicamentos sozinhas.

Voltar

 

IDOSOS

Qualidade de vida dos idosos depende de uma série de medidas. Adote-as.

A preocupação com a qualidade de vida dos idosos aumenta à medida que melhores condições de higiene e avanços da medicina propiciam maior longevidade. Existem fatores ambientais e genéticos que explicam o crescimento da expecativa de vida, mas é certo que a vida urbana colaborou bastante com essa evolução, já que permitiu o acesso mais fácil à assistência médica e a melhores condições de moradia.

Mesmo assim, as famílias que têm idosos em casa precisam estar atentas aos cuidados que devem ser tomados para que eles tenham uma vida saudável, tais como prática de exercício, alimentação saudável e lazer.

 

Alimentação adequada para um idoso:

  • Frutas, verduras, legumes frescos
  • Pães, cereais, grãos, arroz, massa e feijões
  • Leite e derivados
  • Carnes brancas
  • Evite enlatados, embutidos, frituras e grelhados. Prefira os alimentos cozidos ou assados e com pouco sal
  • Distribua as refeições em pequenas porções mais vezes ao dia
  • Frutas, sucos, chás, torradas e biscoitos, gelatinas e iogurtes, sopas leves são excelentes nutrientes.

 

Praticar exercícios físicos é essencial:

  • Caminhar, nadar, andar de bicicleta regularmente ajudam a manter o peso ideal
  • O exercícios fortalecem a musculatura e dão mais equilíbrio
  • Fazem o sangue fluir melhor e facilitam a passagem do oxigênio para as partes do corpo

 

Tenha cuidado com os acidentes domésticos

Como as crianças, organize a casa para evitar possíveis acidentes com os idosos. Veja como:

  • No quarto – Coloque luzes internas nos armários para facilitar a visualização das roupas. A cama deve ser mais alta do que as comuns – o recomendado é de 55 a 65 centímetros. Disponibilize uma poltrona para que o idoso possa vestir meias e calçar sapatos confortavelmente.
  • No banheiro – Piso antiderrapante e corrimãos dentro do boxe e ao lado do vaso. Na cozinha - Luz adequada sobre a pia e o fogão. Utilize também piso antiderrapante.
  • Na sala - Sofás e poltronas com altura de 55 a 65 centímetros, para maior facilidade de sentar-se e levantar-se. Disposição adequada de móveis, de modo a evitar mesinhas de centro e tapetes soltos.
  • Nas escadas e corredores – Mantenha essas áreas bem iluminadas, com piso antiderrapantes e, se possível, emborrachados.

 

Exercícios para fortalecer os ossos

Um programa ideal de atividade física para idosos deve ter exercícios aeróbios de baixo impacto, exercícios de fortalecimento muscular e outros para melhorar o padrão da marcha, o equilíbrio e os reflexos, a fim de diminuir a incidência de quedas e riscos da osteoporose.

Os exercícios aeróbicos de baixo impacto, como caminhadas, corridas leves, dançar, jogar tênis, melhoram especialmente o condicionamento cárdio-circulatório, estimulam a formação do osso e previnem a reabsorção.

Exercícios com pesos leves, como na musculação, aumentam a massa muscular e a força dos músculos esqueléticos. Esta atividade é especialmente benéfica para os idosos porque melhoram a composição corporal – diminuem as gorduras e aumentam a massa magra. Esses exercícios também são mais seguros, porque os fatores de risco, como amplitude de movimentos, velocidade de realização, carga, freqüência e intensidade de treinamento podem ser controlados.

Já a natação e a hidroginástica são mais apropriadas para promover relaxamento global e manutenção da amplitude de movimentos do que para estimular a produção óssea.

Voltar

 

Tele-entrega:

3364-3640

Farmácia de manipulação de Brasília!

Na QI 13 do Lago Sul, ao lado da padaria Delícia

Pedidos virtuais: pedidos@pharmac.com.br